PÚBLICO-ALVO

O ciclo de palestras do ENTEC é direcionado, principalmente, aos alunos dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Sistemas de Informação. Hoje, estes cursos contam com, aproximadamente, 3.500 alunos regularmente matriculados. Estima-se que, entre alunos, comunidade e empresas expositoras, o evento tenha a adesão de 4.000 participantes.

LOCALIZAÇÃO


Universidade de Uberaba Uniube
Campus Aeroporto
Av. Nenê Sabino, 1.801
Bairro Universitário
Uberaba/MG




Próximo

Mensagem da Comissão Organizadora

A comissão organizadora tem o prazer de convidá-lo para participar do 11° Encontro de Tecnologia – ENTEC: Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade, que será realizado pela Universidade de Uberaba – Uniube, no período de 16 de OUTUBRO a 30 de NOVEMBRO de 2017, na cidade de Uberaba/MG.

O 11º ENTEC tem como público-alvo estudantes de graduação em Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção e Sistemas de Informação da Uniube e de outras Instituições de Ensino Superior, estudantes de pós-graduação, profissionais de diversos segmentos, incluindo pesquisadores, professores de instituições de ensino e pesquisa, representantes de empresas governamentais, gestores públicos, lideranças políticas, empresários e organizações não-governamentais vinculadas à área.

A Universidade de Uberaba - Uniube tem como missão "Promover o ensino e a geração do conhecimento formando o profissional compromissado com uma sociedade justa". Completa 70 anos em 2017, consolidada como uma das maiores instituições de ensino superior privado do País. Atualmente, a Uniube conta com cerca de 14 mil alunos matriculados em seus cursos de graduação presencial e 16 mil alunos matriculados em seus cursos de graduação na modalidade EAD, além de cerca de 2 mil alunos matriculados nos cursos de Especialização e nos Programas de Mestrado e Doutorado.

Palavras-Chave: Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade

 

DESCRIÇÃO DO ENTEC

Título do Projeto
Encontro de Tecnologia – ENTEC:
Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade

Período de Execução
Início: 16 de Outubro 2017
Término: 30 de Novembro de 2017

Apresentação
A Universidade de Uberaba - Uniube dedica grande parte de suas atividades ao incentivo da pesquisa, do desenvolvimento tecnológico e da inovação. Nessa premissa, acontece o Encontro de Tecnologia – ENTEC.

O Encontro de Tecnologia – ENTEC, Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade, abre as portas da Universidade de Uberaba para a realização de sua 11ª edição.

A temática para o ENTEC 2017 está em consonância com a 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que será realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) de 23 a 29 de outubro de 2017 e terá como tema "A Matemática está em tudo."

Parcerias envolvendo a Universidade de Uberaba-Uniube, sua Incubadora de Tecnologia e Negócios – Unitecne, empresas, instituições de P&D e outras IES visam concentrar esforços para que sejam conduzidas diversas ações favorecendo a discussão, análise e apresentação de propostas de soluções inovadoras advindas do tripé da educação superior: ensino, pesquisa e extensão para contribuir com o desenvolvimento local, regional e nacional.

O 11º Encontro de Tecnologia – ENTEC é direcionado aos acadêmicos de graduação em Engenharia Ambiental, Civil, Elétrica, Química, de Computação, de Produção e Sistemas de Informação da Uniube e de outras IES e objetiva estimular, identificar e reconhecer talentos, focando na aplicabilidade dos trabalhos, em sustentabilidade e no incentivo à criação voltada para a melhoria da qualidade de vida, bem-estar e inclusão social.

A cidade de Uberaba nestes próximos anos passará por processo de expansão industrial e desenvolvimento em função, especialmente, da implantação de uma planta de amônia e ureia e de um gasoduto. Esse processo de crescimento precisa ser economicamente viável e ecologicamente correto para ser sustentável e duradouro.

Assim, todas as ações propostas devem ser objeto de permanente reflexão. É necessário encontrar, em cada novo passo/projeto/momento, a oportunidade para que o conhecimento produzido no âmbito Uniube possa ser socializado para permitir e promover mudanças e adequações que gerem melhorias para a população e a cidade. Cidade sustentável é viável com ações coletivas e visão de futuro.

O ENTEC se propõe a estabelecer uma profícua articulação da Universidade de Uberaba com a Prefeitura Municipal, Secretarias, Instituições de Ensino e de Pesquisa, Entidades de Classe e Empresas, na permanente busca de aproximação com a comunidade, diminuindo a distância social e simbólica que persiste entre a Universidade e a sociedade, a pesquisa e a pesquisa aplicada, a extensão e a aplicação da extensão.

Ao longo de cada edição, o Encontro de Tecnologia – ENTEC contou com a participação de mais de 3 mil alunos e oportunizou, aos melhores, estágios, colocação no mercado de trabalho, atividades de extensão e até mesmo a aplicação prática de suas pesquisas. A qualidade dos trabalhos e os parceiros envolvidos tornam o evento relevante para os formadores de opinião.

Justificativa
A importância das ações referentes a empreendedorismo, inovação e sustentabilidade executadas na Universidade de Uberaba refletem diretamente na formação dos futuros profissionais que atuarão na engenharia.

O desenvolvimento de características investigativas, inovadoras e empreendedoras poderá contribuir para uma melhor inserção no mercado de trabalho e também para o desenvolvimento socioeconômico de uma região ao fomentar novos negócios bem como incrementar os já existentes. Na "Era do Conhecimento" e da Informação, regiões que possuírem pessoas capacitadas com a mente aberta para inovações, uso de novas tecnologias e aplicação de metodologias empreendedoras possuem mais chances de se desenvolverem e gerarem diferenciais de atratividade.

Objetivos
• Fomentar a cultura do pensamento investigativo e empreendedor.
• Disseminar conhecimentos inerentes a inovações, novas tecnologias e empreendedorismo por meio de palestras com renomados profissionais que se destacam no cenário nacional.
• Socializar, para alunos e comunidade, o resultado dos trabalhos apresentados sob a forma de pôsteres ou protótipos, inerentes à resolução de problemas, desenvolvimento de novos produtos, adaptação e implementação de inovações tecnológicas.
• Promover a integração entre ciência/empresa/universidade.
• Apresentar projetos/produtos/serviços desenvolvidos pelos alunos.

Metodologia
Durante o evento, serão realizadas mesas-redondas, visitas técnicas, minicursos, workshops e palestras proferidas por especialistas nas áreas de tecnologia, engenharia e inovação e mostra de trabalhos desenvolvidos por acadêmicos de cursos de graduação em Engenharias e Computação da Uniube e de outras IES.

Também será realizado um concurso para a construção de Ponte de Palito de Madeira.

Resultados esperados:
ao realizar o ENTEC, a Uniube espera desenvolver nos alunos características de comportamentos científico, tecnológico e empreendedor para que eles se sintam estimulados a inovar e que os professores se sintam estimulados a multiplicar e reaplicar conceitos e dinâmicas.



Próximo

FALE CONOSCO

E-mail:   entec@uniube.br 
Telefone:   (34) 3319-8923
Endereço:  

Universidade de Uberaba - Uniube 
Campus Aeroporto 
Av. Nenê Sabino nº 1.801
Bairro Universitário
CEP: 38.055-500
Uberaba/MG

COORDENAÇÃO DO ENTEC
Unitecne, bloco Z, sala 2Z 104


COMISSÃO ORGANIZADORA DO 11º ENTEC

Coordenação Geral: Professora Dionir Dias de Oliveira Andrade
entec@uniube.br

Comissão Organizadora:

Comissão Científica: Alexandre de Faria Lima; Antônio Manoel Batista da Silva; Carlos Roberto Mangussi; Carolina Oliveira Pinto; David Maikel Fernandes; Edilberto Pereira Teixeira; Francienne Góis Oliveira; José Roberto Delalíbera Finzer; Luís César de Oliveira; Luiz Fernando Ribeiro de Paiva; Marcelo Lucas; Márcio Arruda; Mauro Luiz Begnini; Ricardo Naufel; Roberta Afonso Vinhal Wagner; Wilson Souza Benjamin.

Comissão de Apoio: Ana Márcia A. Pereira Zacarias; César Augusto de Oliveira; Deise Marques Fernandes Ribeiro; Márcia Beatriz da Silva.

APOIO

 


Próximo

PALESTRANTES


RICARDO KENJI NAGANO

GEORGE PUCCI

MBA em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação pela FGV; Tecnólogo em Processamento de Dados pela Uniube.
Experiência profissional: Coordenador de TI - Responsável pelo TI do Laticínios Scala desde 1999.



RICARDO KENJI NAGANO

GILVAN FALCÃO

MBA em Gestão de Negócios pela UFPE; Especialista em Análise de Sistemas pelo ITECI; Bacharel em Ciência da Computação pela UNICAP.
Experiência profissional: Consultor em TI, Gestão e Negócios; Palestrante; Gerente de TI da Delta Sucroenergia; Head of IT da Aliança Agrícola do Cerrado | Sodrugestvo Group; CIO da Usina Caeté; Gerente de TI da Usina Petribú; Gerente de CPD da Usina Cruangi & Usina Maravilhas.



RICARDO KENJI NAGANO

JEANE QUEIROZ DE OLIVEIRA

MBA Gerenciamento de Projetos pela FGV; Especialista em Análise de Sistemas pela UFU.
Experiência profissional: Grupo Agronelli - Coordenadora de TI; Nelltech - Coordenadora de projetos; Totvs - 15 anos de atuação em Unidades Totvs (sistema Protheus) nas áreas de coordenação, implantação, desenvolvimento e arquitetura de soluções.



RICARDO KENJI NAGANO

LEANDRO MELO

Pós-MBA em Gerenciamento Avançado de Projetos pela FGV; MBA em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação pela FGV; Especialista em Banco de Dados pela UNITRI; Bacharel em Sistemas de Informação pela UNIPAM.
Experiência Profissional: Nelltech - Gerente Executivo; Grupo Agronelli – Coordenador de TI; M&B Consultoria de Sistemas - Consultor; TOTVS - Analista de negócios.



RICARDO KENJI NAGANO

LUCIANO LOPES PEREIRA

Especialista em Gerenciamento de Redes pela Uniube; Tecnológo em Processamento de Dados pela Uniube; Executivo de TI do Ano de 2016, categoria Educação (Prêmio concedido pela IT Mídia/Korn Ferry); Um dos 100 Premier Computerworld IT Leaders Brasil em 2016.
Experiência profissional: Diretor de TI da Uniube desde 2009; professor dos cursos de Sistemas de Informação e Administração desde 2003.



FELIPE CORREA DE MELLO

FELIPE CORREA DE MELLO

Doutor em Comunicação e Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM); Mestre em Psicologia pela PUC/SP; Bacharel em Publicidade (ESPM). Experiência profissional: sócio fundador da startup Smartip tecnologia web; Professor universitário há 10 anos; Pesquisador do grupo CNPq "Comunicação, Educação e Consumo" - PPGCOM-ESPM.



NATHALIA UEMURA GOMES

NATHALIA UEMURA GOMES



THIAGO FRANCO LATERZA

THIAGO FRANCO LATERZA



THIAGO AFONSO

THIAGO AFONSO

Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Uberaba (UNIUBE), Tecnólogo em Processos Gerenciais com ênfase em Agronegócio, Pós-Graduado em Gestão Financeira em Agronegócio - UNIUBE e Green Belt (Lean 6 Sigma). Atuar nas áreas de controle agrícola, parcerias e arrendamentos, custo e orçamento (agroindustrial) e planejamento agrícola em empresas de grande porte. Tem experiência na implantação nos softwares de gestão agrícola: PIMS, iPop, iCol, iRef, iMap e iPlan. Usuário do Sistema Orçamentário Cógnos; Usuário Sistema SAP.



JOELMA LÚCIA FARIA OLIVEIRA

JOELMA LÚCIA FARIA OLIVEIRA

Aluna do Curso de Engenharia Civil na UNIUBE Membro efetivo do Projeto PIAC: OFICINA NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL, coordenado pela Professora Drª. Roberta Afonso Vinhal Wagner



JULIANA BAZAGA FERREIRA

JULIANA BAZAGA FERREIRA

Aluna do Curso de Engenharia Civil na UNIUBE Membro efetivo do Projeto PIAC: OFICINA NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL, coordenado pela Professora Drª. Roberta Afonso Vinhal Wagner



JULIANA BAZAGA FERREIRA

TATIANE MAGALHÃES SILINGOVSCHI

Mestre em conservação ambiental e desenvolvimento sustentável; Pós-graduada em Gestão Estratégica e Geógrafa. Atuou em projeto de disseminação de habilidades voltadas ao empreendedorismo social na Croácia. Possui 7 anos de vivência na área de sustentabilidade, especificamente em projetos de planejamento estratégico, engajamento de stakeholders e gestão da cadeia de valor. Trabalhou nas companhias Itautec e Duratex, pertencentes ao Grupo Itausa e foi responsável pela área de sustentabilidade na Algar Agro. Atualmente atua como consultora na empresa Società, especificamente em projetos focados em estratégia, governança, engajamento, inovação em negócios de impacto positivo, comunicação e novos modelos de negócios.



JULIANA BAZAGA FERREIRA

FERNANDO OLIVEIRA ANDRADE

Doutorando em Engenharia Biomédica e Mestre em Engenharia Elétrica com ênfase em Engenharia Biomédica pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Bacharel em Sistemas de Informação pelas Faculdades Associadas de Uberaba (FAZU). Tem experiência na área de Engenharia Biomédica, com ênfase em Engenharia Clínica, atuando principalmente nos temas inerentes a Engenharia de Fatores Humanos; Gerenciamento de Tecnologias da Informação em Saúde; Treinamento e Capacitação Profissional de Engenheiros Clínicos. Atuou com atividades de consultoria educacional e gerencial para a oferta do Curso de Gestão de Tecnologias da Informação em Saúde, oferecido pela Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI.



JULIANA BAZAGA FERREIRA

GIULLIANO RENATO MOLINERO

Graduado em Engenharia Civil pela UNIUBE; graduado em Administração de Empresas pela Associação Internacional de Educação Continuada – AIEC; graduado em Ciências Econômicas pela União das Pioneiras de Integração Social – UPIS; especialização em Regulação de Transportes Terrestres pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; mestrado em Transportes pela Universidade de Brasília e doutorado em Geotecnia pela Universidade de Brasília - UNB.
Atualmente é especialista em regulação da Agência Nacional de Transportes Terrestres, com 10 anos de experiência nessa função.
Possui 24 anos de experiência profissional na área de Engenharia Civil, dos quais 15 anos na área de Engenharia Rodoviária. Possui 14 anos de experiência na área acadêmica.



RAFAEL BRANQUINHO SCHOLZ DOS REIS

Possui graduação em Engenharia Biomédica pela Universidade Federal de Uberlândia. Mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente está em processo de defesa final da tese de Doutorado em Engenharia Elétrica, pela Universidade Federal de Uberlândia.



LUIZ MEIRELLES

LUIZ MEIRELLES

Graduado em Engenharia Elétrica pela UNESP com passagem pela Fachhochschule Darmstadt e estudos voltados para gestão de negócios e da produção. Já atuou na montagem de linhas de produção, instrutor de treinamento, engenheiro de manutenção em campo para guindastes, projeto e instalação de equipamentos para concreto. Desde 2005 no mercado de guindastes de torre (gruas), participando dos principais projetos de infraestrutura no Brasil e construção imobiliária; atualmente responsável por vendas e pós-vendas de guindastes de torre Liebherr no Brasil.



JOUBERT HELENO NUNES






GABRIEL VIVEIROS FREITAS

GABRIEL VIVEIROS FREITAS

Aluno do Curso de Engenharia Civil na UNIUBE Membro efetivo do Projeto PIAC OFICINA NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL coordenado pela Professora Drª. Roberta Afonso Vinhal Wagner.



ROBSON XAVIER

ROBSON XAVIER

Conselheiro do I9 Uberlândia; Especialista em tecnologias Autodesk; Investidor em Startups do segmento imobiliário e Empresário no segmento de tecnologia.



ROBSON XAVIER

LEANDRO LIBÉRIO

. mestre em educação tecnológica pelo centro federal de educação tecnológica - cefet-mg
. tem mba em gestão comercial pela fundação getúlio vargas - fgv
. é especialista em banco de dados pelo centro universitário de belo horizonte – unibh
. graduação em tecnologia em informática pelo centro universitário newton paiva

- atua nos programas de mba do senac-mg com a disciplina de inovação e competitividade
- tem perfil empreendedor e trajetória de 14 anos dedicada à coordenação de produtos de software, programas de ensino e projetos de consultoria para desenvolvimento de novos negócios.
- atuou durante 04 anos na contratação de mais de 300 serviços tecnológicos, orçamento de 7.5 milhões de reais para startups e micro e pequenas empresas junto à fumsoft, fiemg e sebrae, o que o consolidou como consultor de negócios em estágio inicial e em busca de capital empreendedor.



PROGRAMAÇÃO

Dias 16/10 a 30/11

PALESTRAS CURSOS: Atividades exclusivas para os alunos da Uniube.  Não serão feitas inscrições. A participação de cada turma será definida pelo gestor do curso. Data, local e horário conforme cronograma abaixo.
 
CURSO
DATA 
LOCAL
HORÁRIO
 
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO / JOGOS DIGITAIS
16/10
D56
Mesa-Redonda
19 às 20h30
Palestra
21 às 22h30
MESA-REDONDA:
A carreira em TI: oportunidades e desafios.
PALESTRANTES: 
CIOs de empresas de Uberaba e Região
 
JEANE QUEIROZ DE OLIVEIRA
MBA Gerenciamento de Projetos; Especialista em Análise de Sistemas.
Experiência profissional: Grupo Agronelli - Coordenadora de TI; Nelltech - Coordenadora de projetos; Totvs - 15 anos de atuação em Unidades Totvs (sistema Protheus) nas áreas de coordenação, implantação, desenvolvimento e arquitetura de soluções.
 
GILVAN FALCÃO
MBA em Gestão de Negócios pela UFPE; Especialista em Análise de Sistemas pelo ITECI; Bacharel em Ciência da Computação pela UNICAP.
Experiência profissional: Consultor em TI, Gestão e Negócios; Palestrante; Gerente de TI da Delta Sucroenergia; Head of IT da Aliança Agrícola do Cerrado | Sodrugestvo Group; CIO da Usina Caeté; Gerente de TI da Usina Petribú; Gerente de CPD da Usina Cruangi & Usina Maravilhas.
 
LEANDRO MELO
Pós-MBA em Gerenciamento Avançado de Projetos pela FGV; MBA em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação pela FGV; Especialista em Banco de Dados pela UNITRI; Bacharel em Sistemas de Informação pela UNIPAM.
Experiência Profissional: Nelltech - Gerente Executivo; Grupo Agronelli – Coordenador de TI; M&B Consultoria de Sistemas - Consultor; TOTVS - Analista de negócios.
 
GEORGE PUCCI
MBA em Gestão de TI pela FGV; Tecnológo em Processamento de Dados pela Uniube.
Experiência profissional: Coordenador de TI - Responsável pelo TI do Laticínios Scala desde 1999.
 
LUCIANO LOPES PEREIRA
Especialista em Gerenciamento de Redes pela Uniube; Tecnólogo em Processamento de Dados pela Uniube; Executivo de TI do Ano de 2016, categoria Educação (Prêmio concedido pela IT Mídia/Korn Ferry); Um dos 100 Premier Computerworld IT Leaders Brasil em 2016.
Experiência profissional: Diretor de TI da Uniube desde 1998; Professor dos cursos de Sistemas de Informação e Administração da Uniube.
 
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
16/10
D56
21 às 22h30
PALESTRA:
A indústria de games no Brasil: mercado, tecnologia e inovação
PALESTRANTE:
FELIPE CORREA DE MELLO
Doutor em Comunicação e Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM); Mestre em Psicologia pela PUC/SP; Bacharel em Publicidade (ESPM). Experiência profissional: sócio fundador da startup Smartip tecnologia web; Professor universitário há 10 anos; Pesquisador do grupo CNPq "Comunicação, Educação e Consumo" -PPGCOM-ESPM.
 
TODOS
18/10
UNITECNE ParqueLab Sala2Z 105
18 às 19h
PALESTRA:
Negócios com Impacto Social
PALESTRANTES:
JULIANA BAZAGA FERREIRA e JOELMA LÚCIA FARIA OLIVEIRA
Alunas do Curso de Engenharia Civil na UNIUBE Membros efetivos do Projeto PIAC: OFICINA NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL, coordenado pela Professora Drª. Roberta Afonso Vinhal Wagner
 
ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO
19/10
D56
Turma 1
19 às 20h30
PALESTRA:
INDUSTRIA CONECTADA
PALESTRANTE:
VINÍCIUS BARBOSA GRIECO E HEITOR PEREIRA, DA EMPRESA ROCKWELL AUTOMATION

Em meio a necessidade de modernização, existem muitos desafios no ambiente industrial. Principalmente as tecnologias convergentes que juntas formam a base de um sistema industrial inteligente.

 - Migração de sistemas legados.

- Redes industriais.

- Sistemas de informação industrial.

- Industrial IoT, Machine Learning, Big Data etc.

 
TODOS
20/10
UNITECNE ParqueLab Sala2Z 105
14 às 17h
OFICINA:
GAMIFICAÇÃO APLICADO AOS NEGÓCIOS
MINISTRANTE:
Alexandre Montanha de Oliveira
É diretor de fábrica de software - Mobilus Tecnologia. Especialização em Docência do Ensino Superior com o tema Gamificatione Literatura Ergótica: Presença de elementos lúdicos em aplicativos de Smartphone como suporte para o processo de ensino e aprendizagem. Tem um curso de formação complementar, de 160 horas, em Gamification, realizado na University of Pennsylvania, UPENN, Estados Unidos em 2014. É professor no centro Universitário UMA em BH, ministrando aulas de disciplinas diversas como Desenvolvimento de Jogos, Gamificação, Desenvolvimento Mobile, Fundamentos Web, Desenvolvimento Orientado à Objetos.
 
ENGENHARIA CIVIL
20/10
Quadra 3
19h
CONCURSO PONTE DE PALITO:
Atividades abertas ao público em geral.
COORDENAÇÃO:
Professor Humberto Ritt

Competição de Pontes – 2017/2

Com base em experiências didáticas similares relatadas em várias instituições de ensino, o evento proposto consiste na realização de um trabalho prático da disciplina de Resistência dos Materiais, do Curso de Engenharia Civil da UNIUBE, que envolve a análise, projeto, construção e o ensaio destrutivo de uma ponte treliçada, conforme as especificações detalhadas no regulamento da competição. Também podem participar alunos de outros períodos.


Tema do Trabalho


O tema do trabalho é o projeto, construção e o teste de carga de uma ponte treliçada, utilizando palito de picolé e cola, conforme especificado no regulamento da competição.


A ponte deve ser capaz de vencer um vão livre de 1 m, com peso total não superior a 1000 g. A construção da ponte deverá ser precedida da análise de algumas opções possíveis de tipos de pontes e do projeto detalhado do tipo de ponte escolhida, com estimativa da carga de colapso e dimensionamento das barras.


O trabalho deverá ser realizado em grupo, sendo cada grupo formado por até 5 (cinco) alunos.


Objetivos do Trabalho


O objetivo principal do trabalho proposto é motivar nos alunos o desenvolvimento de habilidades que lhes permitam:

  • • aplicar conhecimentos básicos de Mecânica Geral e Resistência dos Materiais para resolver problemas de Engenharia;
  • • utilizar programas computacionais para resolver problemas de Engenharia e projetar sistemas estruturais;
  • • estimular a criatividade, transformando ideias em projetos e obras;
  • • comunicar e justificar seus projetos em forma oral e escrita;
  • • trabalhar em grupo para executar seus projetos.
  • • estimular estudantes a verificarem através da prática, o comportamento dos materiais sob a ação de carregamentos;
  • • propiciar uma visão prática das teorias aprendidas em sala de aula;

Premiação

  • Em termos de pontuação para as disciplinas que participam da competição, cada professor estabelecerá um critério para os alunos de suas turmas.

Premiação:
Caso houver, será definida pela Comissão do ENTEC.

Regulamento da Competição
  • a) Disposições gerais:
  • 1 - Cada grupo poderá participar com apenas uma ponte.
  • 2 - Antes da realização dos testes de carga das pontes, cada grupo deverá apresentar um relatório, contendo os nomes dos integrantes, turma, desenhos em escala referentes ao projeto da ponte, cálculos dos esforços nas barras e dimensionamento, estimativa do valor da carga de colapso de sua ponte, lista de materiais utilizados na sua construção, fotos da montagem.
  • 3 - Na semana anterior à realização dos testes de carga das pontes, será constituída uma comissão de fiscalização presidida pelo(s) professor(es) da(s) turma(s) participante(s) da competição e formada por alunos desta(s) turma(s). Esta comissão estará encarregada de verificar se as pontes se adequam às prescrições do regulamento da competição.
  •  
  • b) Normas para a construção da ponte:
  • 1 - A ponte deverá ser indivisível, de tal forma que partes móveis ou encaixáveis não serão admitidas.
  • 2 - A ponte deverá ser construída utilizando apenas palitos de picolé de ponta quadrada, tamanho 2x8x120 mm, madeira pinnus, e cola branca para madeira (tipo cascorez), formando seções transversais simples ou compostas.
  • 3 - O peso total da ponte não poderá ser superior a 1000 g.
  • 4 - No limite de peso prescrito acima, já está se considerando o peso dos palitos, as colas utilizadas, e o peso da barra de aço para fixação da carga (descrito a seguir, no item 10).
  • 5 – Não será admitido o uso de outro material, em especial palitos de bambu ou outro tipo de madeira.
  • 6 - A ponte deverá ser capaz de vencer um vão livre de 1 m, estando apoiada livremente nas suas extremidades, de tal forma que a fixação das extremidades não será admitida.
001

7 - Cada extremidade da ponte poderá prolongar-se no mínimo 2,5 cm e até 5,0 cm de comprimento além da face vertical de cada bloco de apoio. Não será admitida a utilização das faces verticais dos blocos de apoio como pontos de apoio da ponte.


003

8 - A altura máxima da ponte, medida verticalmente desde seu ponto mais baixo até o seu ponto mais alto, não deverá ultrapassar 30 cm.
9 - A ponte deverá ter uma largura mínima de 10 cm e máxima de 20 cm, ao longo de todo seu comprimento.
10 - Para que possa ser realizado o teste de carga da ponte, ela deverá ter disposta, na região correspondente ao centro do vão livre, no sentido transversal ao seu comprimento e no mesmo nível das extremidades apoiadas, uma barra de aço de construção de 8 ou 10 mm de diâmetro e de comprimento igual à largura da ponte. A carga aplicada será transmitida à ponte através desta barra. O peso da barra já está contabilizado no peso total da ponte.
005
c) Normas para a apresentação das pontes:
1 - Cada grupo deverá entregar sua ponte já construída, acompanhada do relatório. A data da entrega das pontes será fixada pela coordenação da competição.
2 - No momento da entrega de cada ponte, membros da comissão de fiscalização da competição procederão à pesagem e medição da ponte e à verificação do cumprimento das prescrições deste regulamento. Após a entrega, a ponte ficará armazenada em local a ser determinado pelo(s) professor(es) da(s) turma(s) participante(s) da competição, até o momento da realização dos testes de carga.
d) Normas para a realização dos testes de carga:
1 - A ordem da realização dos testes de carga das pontes corresponderá, na medida do possível, à ordem de entrega das mesmas.
2 - Cada grupo indicará membros para a realização do teste de carga de sua ponte. Durante o teste de carga, o aluno deverá utilizar luvas de proteção para evitar acidentes no momento do colapso da ponte. O estudante deverá colocar os pesos na ponte, fazendo uso de sua própria capacidade física, sendo proibido tocar no protótipo. Os pesos deverão ser colocados com atenção e habilidade. Essa ação requer cuidado da dupla para evitar o risco de acidentes. Os estudantes devem estar usando calçados de segurança.
3 - A carga inicial a ser aplicada será de 4 kg, que corresponde ao peso do suporte de carga. Se após 10 segundos de ter aplicado a carga, a ponte não apresentar danos estruturais, será considerado que a ponte passou no teste de carga mínima, e ela estará habilitada para participar do teste da carga de colapso.
4 - Se a ponte passou no teste da carga mínima, as cargas posteriores serão aplicadas em incrementos definidos pelo membro do grupo que está realizando o teste. Será exigido um mínimo de 10 segundos entre cada aplicação de incremento de carga.
5 - Será considerado que a ponte atingiu o colapso se ela apresentar severos danos estruturais menos de 10 segundos após a aplicação do incremento de carga. A carga de colapso oficial da ponte será a última carga que a ponte foi capaz de suportar durante um período de 10 segundos, sem que ocorressem severos danos estruturais.
6 - Se na aplicação de um incremento de carga ocorrer a destruição do ponto de aplicação da carga, será considerado que a ponte atingiu o colapso, pela impossibilidade de aplicar mais incrementos de carga (ainda que o resto da ponte permaneça sem grandes danos estruturais).
7 - Após o colapso de cada ponte, os restos da ponte testada poderão ser examinados por membros da comissão de fiscalização da competição, para verificar se na sua construção foram utilizados apenas os materiais permitidos. Caso seja constatada a utilização de materiais não permitidos, a ponte estará desclassificada. Após o ensaio, o grupo deve retirar os restos da ponte e organizar os pesos para a realização do próximo teste.
8 - Em caso de empate de duas ou mais pontes com a mesma carga de colapso, será utilizado como critério de desempate o menor peso próprio.
9 - Qualquer problema, dúvida ou ocorrência não contemplada neste regulamento, deverá ser analisada pela comissão de fiscalização, e a decisão final sobre o assunto em questão caberá ao(s) professor(es) da(s) turma(s) participante(s) da competição.
10 - Os autores declaram que o(s) trabalho(s) entregue(s) é (são) fruto(s) de sua(s) legítima(s) criatividade(s) e autoria(s), não configurando plágio nem violação a qualquer direito de propriedade intelectual de terceiros, eximindo os organizadores de quaisquer responsabilidades decorrentes da inveracidade desta declaração.
11. Os autores, desde já, autorizam os organizadores do evento a divulgarem os seus nomes e protótipos, por qualquer meio, bem como fotografias suas e de seus protótipos, a qualquer tempo.


Prazos e Cronograma da Competição


A data para a entrega das pontes é sexta-feira, 20 de outubro de 2017.

A data para realização da competição propriamente dita, isto é, dos testes de carga das pontes construídas, é sexta-feira, 20 de outubro de 2017 das 19 às 22 h, durante o ENTEC.
ENGENHARIA CIVIL
21/10 Parte 1
28/10 Parte 2
LIAE
14h às 17h
MINICURSO:
CONHECENDO O SOFTWARE REVIT - PARA ENGENHEIROS
PALESTRANTE:
a definir
O programa está sendo usado por escritórios de projetos que procuram um processo moderno de projetar e modelar em 3D que vai bem além do CAD tradicional. Enquanto se projeta através das plantas e elevações, é paralelamente construído um modelo tridimensional do projeto, e todas as modificações feitas nas plantas, cortes e elevações aparecem imediatamente neste modelo 3d ou maquete eletrônica do projeto.
O software Autodesk Revit foi desenvolvido especialmente para modelagem de informações da construção (BIM), ajudando profissionais da construção a projetar, construir e manter construções de maior qualidade e eficiência energética.
OBS: o aluno tem que ter cursado Desenho Arquitetônico e Conforto do Ambiente Construído
 
ENGENHARIA CIVIL
26/10 Parte 1
27/10 Parte 2
2Y21B
13h30 às 17h30
MINICURSO:
BENTLEY TOPO GRAH - MÓDULO BÁSICO
O Sistema topoGRAPH é um software para processamento de dados topográficos, cálculos de volumes de terraplenagem, projetos viários e elaboração de notas de serviço. Destinado às diversas áreas da engenharia e da construção que se utilizam de uma base topográfica no desenvolvimento de seus trabalhos.
Aplicações: Edificações, Loteamento, Regularização Fundiária, Reflorestamento, Irrigação, Mineração, Estradas, Barragens, etc
PALESTRANTE:
RONALDO ALVES DE FARIA
Engenheiro Civil, Especializações em Georreferenciamento de Imóveis Rurais e em Saneamento. Professor de Topografia e Projetos Integrados na Uniube. Tem experiência na área de Engenharia Civil e Topografia.
OBS: o aluno tem que ter cursado Geomática II
 
TODOS
31/10
UNITECNE ParqueLab Sala2Z 105
14 às 17h
WORKSHOP:
ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS (HFE). COMO AVALIAR A USABILIDADE DO SEU PRODUTO?
MINISTRANTE:
Fernando Oliveira Andrade
Doutorando em Engenharia Biomédica pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Mestre em Engenharia Elétrica com ênfase em Engenharia Biomédica pela UNICAMP; Bacharel em Sistemas de Informação pelas Faculdades Associadas de Uberaba (FAZU). Tem experiência na área de Engenharia Biomédica, com ênfase em Engenharia Clínica, atuando principalmente nos temas inerentes a Engenharia de Fatores Humanos; Gerenciamento de Tecnologias da Informação em Saúde; Treinamento e Capacitação Profissional de Engenheiros Clínicos. Atuou com atividades de consultoria educacional e gerencial para a oferta do Curso de Gestão de Tecnologias da Informação em Saúde, oferecido pela Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI.
 
TODOS
08/11
UNITECNE ParqueLab Sala2Z 105
14 às 18h
OFICINA:
NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL
MINISTRANTE:
TATIANE MAGALHÃES SILINGOVSCHI
Mestre em conservação ambiental e desenvolvimento sustentável; Pós-graduada em Gestão Estratégica e Geógrafa. Atuou em projeto de disseminação de habilidades voltadas ao empreendedorismo social na Croácia. Possui 7 anos de vivência na área de sustentabilidade, especificamente em projetos de planejamento estratégico, engajamento de stakeholders e gestão da cadeia de valor. Trabalhou nas companhias Itautec e Duratex, pertencentes ao Grupo Itausa e foi responsável pela área de sustentabilidade na Algar Agro. Atualmente atua como consultora na empresa Società, especificamente em projetos focados em estratégia, governança, engajamento, inovação em negócios de impacto positivo, comunicação e novos modelos de negócios.
 
ENGENHARIA CIVIL
08/11
D56
Turma única
19 às 20h30
PALESTRA:
ENGENHARIA CIVIL "SEGMENTO HOSPITALAR"
PALESTRANTE:
RAFAEL BRANQUINHO SCHOLZ DOS REIS
Possui graduação em Engenharia Biomédica pela Universidade Federal de Uberlândia. Mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente está em processo de defesa final da tese de Doutorado em Engenharia Elétrica, pela Universidade Federal de Uberlândia.
 
ENGENHARIA CIVIL
08/11
D56
Turma única
21 h às 22 h30
PALESTRA:
GUINDASTES DE TORRE (GRUAS) - APRESENTAÇÃO SOBRE O EQUIPAMENTO, APLICAÇÃO E PRODUTIVIDADES
Apresentação técnica e financeira com demonstração e exemplos da industrialização do canteiro de obras, com foco principalmente na utilização dos guindastes de torre. Orientação para gestores e futuros gestores de obras sobre a importância da produtividade na construção civil e seus impactos nos resultados. Grua é um equipamento utilizado para a elevação e a movimentação de cargas e materiais pesados, no transporte horizontal e vertical de materiais.
PALESTRANTE:
LUIZ MEIRELLES
Graduado em Engenharia Elétrica pela UNESP com passagem pela Fachhochschule Darmstadt e estudos voltados para gestão de negócios e da produção. Já atuou na montagem de linhas de produção, instrutor de treinamento, engenheiro de manutenção em campo para guindastes, projeto e instalação de equipamentos para concreto. Desde 2005 no mercado de guindastes de torre (gruas), participando dos principais projetos de infraestrutura no Brasil e construção imobiliária; atualmente responsável por vendas e pós-vendas de guindastes de torre Liebherr no Brasil.
 
ENGENHARIA CIVIL
09/11
D56
Turma única
19 às 20h30
PALESTRA:
NOVAS TECNOLOGIAS EM ENGENHARIA RODOVIÁRIA
PALESTRANTE:
Giulliano Renato Molinero
Graduado em Engenharia Civil pela UNIUBE; graduado em Administração de Empresas pela Associação Internacional de Educação Continuada – AIEC; graduado em Ciências Econômicas pela União das Pioneiras de Integração Social – UPIS; especialização em Regulação de Transportes Terrestres pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; mestrado em Transportes pela Universidade de Brasília e doutorado em Geotecnia pela Universidade de Brasília - UNB.
Atualmente é especialista em regulação da Agência Nacional de Transportes Terrestres, com 10 anos de experiência nessa função.
Possui 24 anos de experiência profissional na área de Engenharia Civil, dos quais 15 anos na área de Engenharia Rodoviária. Possui 14 anos de experiência na área acadêmica.
 
ENGENHARIA CIVIL
16/11
ANFITEATRO DA BIBLIOTECA
19 às 20h40
PALESTRA:
TUBULAÇÕES SILENCIOSAS PARA CONDUÇÃO DE ESGOTO E AGUAS PLUVIAIS
Os critérios para avaliar o conforto do homem estão sempre relacionados com a tipologia do ruído impactante e a atividade que esteja sendo desempenhada em dado momento.
Os níveis-limites de pressão sonora são resultados estatísticos de exaustivas investigações e representam valores admissíveis por expressiva maioria de indivíduos de várias classes sociais.
Perspectiva objetiva de conforto - Impedir o aparecimento do ruído. Entre elas, podemos citar:
1. uso de tubulações de PVC nos ramais sujeitos a vibrações
2. Controle de pressão e velocidade de água de circulação
3. Manejo de registros e válvulas
4. Introdução de calços elásticos nas caixas-d'água, prumudas e bombas
PALESTRANTE:
JOUBERT HELENO NUNES
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
20/11
Cajamar-SP
22h às 03h do dia 22/11
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
VISITA TÉCNICA FÁBRICA DA NATURA
- Exclusivo para alunos da Engenharia de Produção
- Inscrição: Secretaria de Curso Bloco Z
*Obs: Saída da Uniube as 22h do dia 20/11 Retorno à Uniube dia 22/11 as 03h
 
ENGENHARIA ELÉTRICA
21/11
D56
Turma 1
19 às 20h30
Turma 2
21 às 22h30
PALESTRA:
CONCEITOS DE COGERAÇÃO COM BIOMASSA E SEGURANÇA E CONTROLE DE TURBOMÁQUINAS
PALESTRANTE:
VALDIR VELONE
GERENTE DA UNIDADE DE NEGÓCIO SEGURANÇA E CONTROLE DE TURBOMÁQUINAS, DA EMPRESA TGM
 
ENGENHARIA AMBIENTAL
21/11
ParqueLab
19 às 22h30
MINI-CURSO:
LICENCIAMENTO AMBIENTAL
PALESTRANTES:
LUCAS ALVES de OLIVEIRA e SARA EVELYN DOS SANTOS PEDROSA
graduandos em Engenharia Ambiental, estagiários na área de licenciamento ambiental.
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
22/11
Uberaba-MG
14h as 17h
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
VISITA TÉCNICA FÁBRICA MASTER LINE
- Exclusivo para alunos da Engenharia de Produção
- Inscrição: Secretaria de Curso Bloco Z
 
TODOS
22/11
ParqueLab
18 às 18h50
PALESTRA:
NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL
PALESTRANTE:
GABRIEL VIVEIROS FREITAS
Aluno do Curso de Engenharia Civil na UNIUBE Membro efetivo do Projeto PIAC OFICINA NEGÓCIOS COM IMPACTO SOCIAL coordenado pela Professora Drª. Roberta Afonso Vinhal Wagner
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
22/11
D56
19h15 as 22h15
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
MINICURSO:
Análise e Solução de Problemas
*Obrigatório: os alunos deverão trazer notebook com Excel instalado.
PALESTRANTE: GRUPO VOITTO
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
22/11
C08
19h15 as 22h15
MINICURSO:
Excel para Engenheiros
PALESTRANTE:
Nathalia Uemura Gomes
a definir
*Obrigatório: os alunos deverão trazer notebook com Excel instalado.
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
23/11
Uberaba/MG
14h as 17h
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
VISITA TÉCNICA FÁBRICA MASTER LINE
- Exclusivo para alunos da Engenharia de Produção
- Inscrição: Secretaria de Curso Bloco Z
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
23/11
C07
19h15 as 20h45
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
MINICURSO:
Análise de Currículos e Entrevistas
PALESTRANTE:
PROFª. JANETE TRANQUILA GRACIOLE
Psicóloga. Mestre em Educação pela Universidade de Uberaba. Especialista em gestão de pessoas. Atualmente é professora da Uniube nas disciplinas Gestão de Pessoas, Psicologia Social e Orientação Profissional. Tem experiência na área de Psicologia Organizacional, como analista de Recursos Humanos ênfase em Recrutamento e Seleção de Pessoal e Treinamento e Desenvolvimento, atuando principalmente nos seguintes temas: recrutamento e seleção de pessoal, liderança motivadora, treinamento motivacional, relações interpessoais, comprometimento, gerenciamento de conflitos, clima e cultura organizacional, criatividade, desempenho, produtividade, doenças ocupacionais e qualidade de vida no trabalho.
Trabalho será conduzido com a participação da turma do 4º Período do curso de Tecnologia em Recursos Humanos
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
23/11
D56
19h15 às 20h45
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
PALESTRA:
Vida e experiência das operações de suprimentos VLI
PALESTRANTE:
Thiago Fraco Laterza
a definir
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
23/11
D56
21h às 22h15
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
PALESTRA:
Custos Industriais: uma oportunidade de trabalhar melhorias
PALESTRANTE:
Thiago Afonso
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Uberaba (UNIUBE), Tecnólogo em Processos Gerenciais com ênfase em Agronegócio, Pós-Graduado em Gestão Financeira em Agronegócio - UNIUBE e Green Belt (Lean 6 Sigma). Atuar nas áreas de controle agrícola, parcerias e arrendamentos, custo e orçamento (agroindustrial) e planejamento agrícola em empresas de grande porte. Tem experiência na implantação nos softwares de gestão agrícola: PIMS, iPop, iCol, iRef, iMap e iPlan. Usuário do Sistema Orçamentário Cógnos; Usuário Sistema SAP.
 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
24/11
Uberaba/MG
12h as 17h
II SIMPEPRO: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
VISITA TÉCNICA MINERADORA MAGNESITA
- Exclusivo para alunos da Engenharia de Produção
- Inscrição: Secretaria de Curso Bloco Z
 
ENGENHARIA CIVIL
24/11
D56
Turma 1
19 às 20h40
PALESTRA:
CONSTRUÇÕES DE BARRAGENS PARA APROVEITAMENTO HIDROELÉTRICO
PALESTRANTE:
WILSON JOSÉ ANDRÉ
Engenheiro Civil, com atuação em Obras de Construção Pesada, Gerência de Contratos de Obras de Grande Porte, Construção de Hidrelétricas e Pequenas Centrais Hidrelétricas e Obras Industriais do segmento de óleo e gás, abrangendo construção civil e montagem eletromecânica. Tem vasta experiência em obras de grande porte nas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro Oeste do Brasil e experiência de 30 anos em cargos de Gerência de grandes empreendimentos. Vivência em implantações de obras nas diversas fases iniciais, abrangendo construção de canteiros e acampamentos, mobilização de pessoal e equipamentos e montagens de centrais industriais. Também dimensionamento e formação de equipes de mão de obra e equipamentos para as diversas áreas da construção civil pesada, abrangendo, Administração, Engenharia, Produção de Terra e Rocha e Concreto, Comercial, Administração Contratual, Qualidade, Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Equipamentos. Grande experiência em trabalhos de planejamentos e controles; em estudos para estruturação de empreendimentos nas modalidades turn-key e EPC. Atua também com processos de controle de qualidade de solos, concreto e asfalto e desenvolvimento de processos avançados de ensaios e tecnologia de construção de solos, concreto e asfalto. Tem conhecimento e aplicação de gestão de gerência de projetos com base na filosofia do PMI, Professional Management Institute. Já trabalhou em diversas construtoras e consórcios com destaques para as Construtoras Constran em Paranaíta/MT – UHE; São Manoel; Norberto Odebrecht em Altamira/PA – UHE Belo Monte; OAS Ltda em Porto Velho/RO – UHE Jirau; Queiroz Galvão S/A sediada no Rio de Janeiro/RJ. Atualmente atua com Consultoria Autônoma de Construção Civil – Cinco Consultoria Ltda.
 
ENGENHARIA AMBIENTAL
24/11
ParqueLab
19 às 21h
MINI-CURSO:
MEIO AMBIENTE E SEGURANÇA DO TRABALHO
PALESTRANTES:
WISTER JÚLIO DE OLIVEIRA
graduando em Engenharia Ambiental, Técnico de Segurança do Trabalho, Auditor Interno das Normas ISO 9001:2000, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007
NAIARA DE OLIVEIRA SANTOS
graduanda em Engenharia Ambiental, Técnico de Segurança do Trabalho.
 
ENGENHARIA CIVIL
24/11
D56
Turma única
21 às 22h30
PALESTRA:
O FUTURO DA CONSTRUÇÃO CIVIL E AS OPORTUNIDADES PARA EMPRESAS, PROFISSIONAIS E STARTUPS
PALESTRANTE:
ROBSON XAVIER
Conselheiro do I9 Uberlândia; Especialista em tecnologias Autodesk; Investidor em Startups do segmento imobiliário e Empresário no segmento de tecnologia.
 
TODOS
29/11
UNITECNE ParqueLab Sala2Z 105
08 às 11h
WORKSHOP:
AUMENTE SUAS CHANCES DE RECEBER INVESTIMENTO: saiba avaliar e defender sua proposta de inovação
PALESTRANTE:
Leandro Libério da Silva
Consultor de captação de recursos para inovação (financiamento e subvenção). Foi avaliador em programas como Fiemg Lab e SEED.
 
TODOS
29/11
Quadras Cobertas
19 às 20h30
PALESTRA MAGNA:
Mindset Empreendedor
PALESTRANTE:
Leandro Libério da Silva
Mestre em Educação Tecnológica; MBA em Gestão Comercial; Especialista em Banco de Dados; Graduado em Tecnologia em Informática. Atua nos programas de MBA do SENAC-MG com a disciplina de Inovação e Competitividade. É um profissional com perfil empreendedor e trajetória de 14 anos dedicada à coordenação de produtos de software, programas de ensino e projetos de consultoria para desenvolvimento de novos negócios. Tem expertise em captação de recursos (financiamentos e subvenção econômica) para inovação tecnológica, programas de aceleração de negócios de base tecnológica e ferramentas e técnicas como Business Model Canvas, Design Thinking, Lean Startup / Métodos Ágeis e Gamification. Está engajado com as Comunidades de Startups e o Terceiro Setor para promoção da Educação, Empreendedorismo e Tecnologia.
 
TODOS
29/11
Quadras Cobertas
19 às 22h
APRESENTAÇÃO DE ARTIGOS CIENTIÍFICOS sob a forma de PÔSTER
Atividades abertas à participação do público em geral.
 
ENGENHARIA QUÍMICA
30/11
Quadras Cobertas
a definir
APRESENTAÇÕES:
APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS do MOMENTO ACADÊMICO DA ENGENHARIA QUÍMICA - MAEQ
Atividades abertas para alunos da Engenharia Química.
 


Próximo

INSCRIÇÕES




Próximo

SUBMISSÃO DOS TRABALHOS.

A comissão organizadora do 11º ENTEC tem a satisfação de informar a abertura da submissão de trabalho no formato de ARTIGOS CIENTÍFICOS ou no formato de RESUMOS.

Link para submissão de trabalho.

O objetivo é criar um espaço para divulgação dos resultados de trabalhos acadêmicos produzidos.

Cronograma

Abertura da chamada dos trabalhos – ARTIGO CIENTÍFICO ou RESUMO

01/06/2017

Data limite para submissão dos trabalhos 

10/11/2017

Data limite para correção dos trabalhos pela comissão científica

14/11/2017

Comunicação de aceite dos trabalhos

16/11/2017

Apresentação dos ARTIGOS CIENTÍFICOS ou dos RESUMOS aceitos sob a forma de pôsteres e/ou protótipos.

29/11/2017

Avaliação

Os trabalhos enviados (artigos científicos ou resumos) serão avaliados por uma comissão científica, visando a qualidade dos trabalhos a serem apresentados e publicados nos ANAIS Eletrônicos do ENTEC, no endereço www.uniube.br/entec. A comissão é soberana para decidir sobre casos não previstos neste regulamento, não cabendo recursos sobre as decisões por ela tomadas.

 

Critérios para avaliação dos artigos científicos ou resumos

Pontuação

Abrangência e pertinência do conteúdo: coesão e coerência (frases completas); uso da norma culta (pontuação, concordância, ortografia etc); texto imparcial, evitando a primeira pessoa; elementos de ligação entre as partes (dessa forma, diante disso, assim, portanto...)

7 pontos

Observância às normas estabelecidas para a elaboração dos artigos científicos.

3 pontos  

Modalidade das apresentações

Todos os trabalhos aprovados deverão ser apresentados sob a forma de pôsteres, que serão expostos no dia 29/11/2017 – quarta-feira, das 19h às 22h, nas quadras cobertas, no Campus Aeroporto, em Uberaba/MG. É obrigatória a presença de, pelo menos, um dos autores para apresentação oral do trabalho.

 

Clique aqui para verificar o Modelo para confecção do pôster.

 

Submissão de Trabalhos - Normas ARTIGO CIENTÍFICO ou RESUMO

Acesse aqui o Modelo de Artigo Científico.
Acesse aqui o Modelo de Resumo.
Digite o texto sobre esse arquivo-modelo e siga corretamente todas as orientações.

1. O artigo científico deve ser escrito em português e ter entre 04 a 06 páginas, incluindo as referências. Todos os artigos científicos que excederem o tamanho definido não serão aceitos.
2. Enviar o artigo científico em PDF, formato A4, Fonte Times New Roman 12, observando-se as normas descritas no modelo. O nome do arquivo deve ser composto pelo nome completo do principal autor mais a extensão pdf. Exemplo: João da silva.pdf.
3. Será permitida a inscrição de até 02 artigos científicos por autor e a submissão poderá ser individual ou em coautoria (no máximo 06 participantes). Cada arquivo PDF deverá conter apenas um artigo científico.
4. O artigo científico deverá estar dividido em seções e subseções: resumo (até 250 palavras), abstract, palavras-chave, introdução, objetivos, material e métodos, resultados, discussão, conclusões, agradecimentos (opcional), referências bibliográficas (até oito referências). Para tabelas, figuras, gráficos e referências bibliográficas, seguir as normas da ABNT.
5. Os trabalhos a serem apresentados no 11º ENTEC terão seus artigos científicos avaliados por professores da Uniube e pareceristas Ad hoc, que serão responsáveis por avaliarem a qualidade científica e formatação. O comitê organizador aceitará ou rejeitará o trabalho de acordo com os pareceres.
6. Será permitida a inscrição de até 06 autores em cada artigo científico, sendo 01 autor e os demais coautores.

Link para submissão de trabalho.

Inscrições


1 - Período das inscrições e submissões:
Enviar o artigo científico ou o resumo até o dia 10/11/2017.
2 - Local de inscrição e de submissão do trabalho:
A inscrição deverá ser feita on-line, diretamente no site do evento, não sendo aceita inscrição posteriormente.
Somente o autor deverá submeter o trabalho no site do evento (após fazer sua inscrição).
Os coautores farão suas inscrições normalmente, informando seus dados pessoais solicitados, porém, a submissão do trabalho será feita apenas pelo autor.
Obs: Não será cobrada taxa de inscrição.
Os autores e coautores receberão certificado se o trabalho for apresentado no evento.
Para informações adicionais, contatos podem ser feitos pelo e-mail: entec@uniube.br
3 - Trabalhos com status em Análise:
Prezado Autor, caso o status do seu trabalho seja em análise, você receberá um e-mail da comissão científica do evento solicitando as adequações necessárias, favor acessar sua área restrita e verificar:
link: https://www.uniube.br/eventos/entec/2017/inscricoes/login.php
*Obs: caso tenha esquecido sua senha, clique no link: Esqueci minha senha e informe seu e-mail.
Lembrando que, no momento da submissão do trabalho, além do título e do curso, o CPF dos coautores também deve ser informado pelo autor.



Próximo

ARTIGOS ANAIS

Autor Título PDF
  Engenharia Ambiental
1 JOYCE CRISTINA TIAGO PEREIRA AVALIAÇÃO DA SUSCEPTIBILIDADE `
pdf
2 BRUNA SANTOS MORAIS A RESPONSABILIDADE DO ENGENHEIRO AMBIENTAL NOS PROCEDIMENTOS DE ELABORAÇÃO DE LAUDOS PERICIAIS, EIA/RIMA E DERIVADOS.
pdf
3 BRUCE BARBOSA RAMOS GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE EM UMA DROGARIA NO MUNICÍPIO DE MONTE CARMELO/MG
pdf
4 JACQUELINE MARIA RIBEIRO GOMES EFETIVIDADE DA COLETA SELETIVA EM ESPAÇOS PÚBLICOS NA CIDADE DE UBERABA
pdf
5 ANA PAULA FARIA GEOTECNOLOGIAS APLICADAS A ESTUDOS FISIOGRÁFICOS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO BORAZINHO
pdf
6 BRUNO PEREIRA SANTOS CARACTERIZAÇÃO DE ISOLADOS DE BACILLUS THURINGIENSIS EFICIENTES CONTRA INSETOS DA ORDEM LEPIDOPTERA
pdf
7 GABRIELA MARCOMINI DE LIMA USO DO JOGO MEMOÁGUA COMO FERRAMENTA NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL
pdf
8 FREDERICO PINTO TEIXEIRA NETO IDENTIFICACAO DE CULTURAS AGRÍCOLAS ATRAVÉS DE TÉCNICAS DO SENSORIAMENTO REMOTO ORBITAL
pdf
9 ISADORA DA SILVA LINO MIRANDA GEOTECNOLOGIA APLICADA A ESTUDO FISIOGRÁFICO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO BORÁ
pdf
10 ISADORA DA SILVA LINO MIRANDA GEOTECNOLOGIA APLICADA A ESTUDO FISIOGRÁFICO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO BORÁ
pdf
11 ANDREIA CRISTINA DA SILVA ESTUDO DA INTENSIDADE DE PRECIPITAÇÃO PARA A CIDADE DE UBERABA
pdf
12 PAULA WINI CADORIM DE FREITAS EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM UM INSTITUTO DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL NA CIDADE DE IGARAPAVA-SP
pdf
13 KAMILA DE FATIMA DO NASCIMENTO PROPOSTA DE UM SISTEMA DE TRATAMENTO DE ESGOTO PARA A CIDADE DE CAMPO FLORIDO – MG
pdf
14 STHEFANI GONÇALVES DE SOUSA UTILIZAÇÃO DE PARQUES LINEARES PARA CONSERVAÇÃO DOS CORREDORES ECOLÓGICOS NO PERIMETRO URBANO
pdf
15 JOYCE CRISTINA TIAGO PEREIRA AVALIAÇÃO DA SUSCEPTIBILIDADE À INUNDAÇÃO NA APA DO RIO UBERABA POR MEIO DE MODELAGEM DE TERRENO
pdf
  Engenahria Civil
16 JULIANA BAZAGA FERREIRA “BAMBU” E O TESTE DE RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO – UMA REVOLUÇÃO NOS MÉTODOS CONSTRUTIVOS DA ENGENHARIA CIVIL
pdf
17 RONALDO FABIANO MARTINS SILVA ESTRUTURAS DE MADEIRA E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL
pdf
18 GABRIEL VIVEIROS FREITAS ESTUDO DA VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ADIÇÃO DE ÓXIDO DE NIÓBIO (NB2O5) NO CONCRETO
pdf
19 JOELMA LUCIA FARIA OLIVEIRA CONCRETO PERMEÁVEL E SUAS VERTENTES NA ENGENHARIA CIVIL
pdf
20 IGOR BORGES DE PAIVA ROSA UNITRATRI - UNIDADE DE UNIFICAÇÃO DOS TRANSPORTES SOBRE TRILHOS
pdf
21 ALEXANDRE RODRIGUES DE OLIVEIRA COMPACTAÇÃO DO SOLO NA AVENIDA LEOPOLDINO DE OLIVEIRA
pdf
22 JULIO CESAR BORGES JUNIOR ESTRATÉGIA BIOCLIMÁTICA DE RESFRIAMENTO EVAPORATIVO DE COBERTURA ATRAVÉS DA ÁGUA COLETADA DA CHUVA
pdf
  Engenharia de Computação
23 MARCOS VINICIUS SOUSA DAMACENO RECONHECIMENTO FACIAL APLICADO A VEÍCULOS
pdf
24 ADROALDO ANTONIO CANDIDO NETO A UTILIZAÇÃO DAS REDES NEURAIS ARTIFICIAIS NO AUXÍLIO NA IDENTIFICAÇÃO DE MELANOMAS
pdf
  Engenharia Química
25 DOUGLAS RAMOS ALVES CONTROLE ANALÍTICO PARA FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA EM INDÚSTRIA CANAVIEIRA
pdf
26 FERNANDA LUIZA MENDONÇA OLIVEIRA ESTUDO DA CLARIFICAÇÃO DA LECITINA DE SOJA COM ADIÇÃO DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO CONTROLADO PELA ENZIMA CATALASE
pdf
27 LARIELLY REGINA SANTOS SILVA SOLUÇÃO ECOEFICIENTE EM PRODUÇÃO DE ALIMENTOS COM BAIXO CUSTO E USO DE ÁGUA EM SISTEMA DE AQUAPONIA
pdf
28 SINARA MUNIZ CRISTALIZAÇÃO DO ÁCIDO CÍTRICO EXTRAÍDO DO LIMÃO TAHITI (CITRUS LATIFÓLIA)
pdf
29 ANA PRISCILA NUNES FERNANDES PLÁSTICO BIODEGRADÁVEL A BASE DE AMIDO REFORÇADO COM FIBRA DE COCO
pdf
30 ANA LUIZA OLIVEIRA DE TOLEDO PRODUÇÃO DE BIOPLÁSTICO COM ANTOCIANINA DO REPOLHO ROXO REFORÇADO COM NANOCELULOSE EXTRAÍDA DA FIBRA DA BANANA
pdf
31 ROMULO ANTONIO SILVA SANTOS IMOBILIZAÇÃO DA ENZIMA β-GALACTOSIDASE DE ASPERGILLUS ORYZAE EM AGAROSE E ÁLCOOL POLIVINÍLICO
pdf
  Sistemas de Informação
32 MARCOS NIRSCHL JÚNIOR IMPACTO DA INFORMÁTICA AO LONGO DOS ANOS
pdf
33 RAFAEL BISINOTTO LARANJO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APLICADOS À ÁREA DA SAÚDE
pdf
34 LUIS FLAVIO SILVA CARVALHAO PEREIRA SISTEMA PARA ORIENTAÇÃO DE COMPRAS EM LOJAS DE ROUPAS
pdf
35 BRENDA CASSIA SILVA DE OLIVEIRA SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE EAD: ÁREA DO ALUNO E RELATÓRIOS ESTATÍSTICOS
pdf
36 THIAGO SOUSA DELLA NOCE SMART NOTE : ORGANIZAR SUAS ANOTAÇÕES DE FORMA INTELIGENTE
pdf
37 TIAGO BIANCHINI FERREIRA COMÉRCIO ELETRÔNICO: O MEDO DE COMPRAR PELA INTERNET
pdf
38 TESTE TESTE GAMIFICAÇÃO, UTILIZANDO ELEMENTOS DE JOGOS EM CONTEXTOS QUE NÃO SÃO JOGOS
pdf
  Pós-Graduação Engenharia de Segurança do Trabalho - Uniube
39 CRISTIAN PLACIDO DOS SANTOS FATORES DE EXPOSIÇÃO AOS RISCOS DE UM COMPRESSOR DE AR EM BORRACHARIAS URBANAS
pdf
40 MAIRA RAIZA ALVES DE AGUIAR SILVA CEP – CONTROLE DE ENERGIAS PERIGOSAS “BLOQUEIO DE ENERGIAS EM EQUIPAMENTOS MOVEIS”
pdf
41 THAYRO MARNY DE LIMA STREIT ANÁLISE ERGONÔMICA NO SETOR DE TELEMARKETING
pdf
42 MARCELI SEVERINO SILVA MARQUES INSALUBRIDADE POR HIDROCARBONETOS AROMÁTICOS NO SETOR DE LUBRIFICAÇÃO INDUSTRIAL
pdf
43 GUSTAVO DE ALMEIDA IBITURUNA FATORES HUMANOS EM ACIDENTES AERONÁUTICOS
pdf
44 RAFAEL FERNANDES DOS REIS APLICAÇÃO DA NR-12 EM SERRA PALITEIRA UM ESTUDO DE CASO
pdf
45 LUIZ FELIPE SCANDAR MELO OS BENEFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL NO MERCADO DE TRABALHO
pdf
46 RAFAELA GONÇALVES RIBEIRO APLICAÇÃO DA FERRAMENTA ERGONÔMICA NIOSH NA ATIVIDADE DE CARGA E DESCARGA DE INSUMOS AGRÍCOLAS
pdf
47 ROBERTO FLORIANO PICH ANÁLISE ESTATÍSTICA DE ABORDAGENS COMPORTAMENTAIS DE SEGURANÇA DO TRABALHO EM USINA SUCROALCOOLEIRA
pdf
48 MARCOS FELIPE MARTINS PRATA OLIVEIRA EFICIÊNCIA DO PLANO DE PREVENÇÃO DE RISCOS DE ACIDENTES COM MATERIAIS PERFUROCORTANTES DO MÁRIO PALMÉRIO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO
pdf
49 MARALICE ROSA CAETANO AS BARREIRAS E AS DIFICULDADES DE IMPLANTAÇÃO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO – UM ESTUDO DE CASO
pdf
50 CAIO CÉSAR BARCELOS MORSOLETO PLANO DE ATENDIMENTO A EMERGÊNCIAS (PAE) NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PRODUTOS PERIGOSOS
pdf
51 LUCAS FONTOURA DE OLIVEIRA INSTALAÇÕES DE DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA VOLTADOS PARA MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS DE ACORDO COM A NR 12
pdf
52 CRISTIANA APARECIDA DA SILVA A APLICABILIDADE DA NORMA OHSAS 18001 NO SETOR MINERAL: ÊNFASE NA GEOLOGIA DE LONGO PRAZO
pdf
53 JOÃO VITOR OLIVEIRA DE RESENDE ESTRESSE DE PROFESSORES PELA FALTA DE ERGONOMIA ADEQUADA
pdf
54 LILIAN CRISTINA OLIVEIRA ANÁLISE DO PLANO DE EMERGÊNCIA CONTRA INCÊNDIO DO MARIO PALMÉRIO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO
pdf
55 JULIANA PAULA SÁ CARNEIRO AVALIAÇÃO DO CALOR NO SETOR DE PRODUÇÃO DE QUITANDAS EM UMA PADARIA DE UBERABA
pdf
56 DIEGO GASPAR FIDÉLIS PROBABILIDADE SOBRE PASSIVOS TRABALHISTAS NO ATENDIMENTO DAS NORMAS REGULAMENTADORAS DE MEDICINA E SEGURANÇA DO TRABALHO
pdf
57 RODRIGO ALVES VILELA DESAFIO DAS PEQUENAS E MÉDIAS INDÚSTRIAS EM ENCONTRAR PROFISSIONAL CAPACITADO PARA IMPLANTAR A NR-12
pdf
58 GILMAR ALVES DA SILVA PERDA AUDITIVA OCUPACIONAL E A EFICÁCIA DO PROTETOR AURICULAR EM UMA BORRACHARIA
pdf
  Outro Curso de Graduação
59 TARCÍSIO MENDEL ALMEIDA (IN) EXISTÊNCIA DO PROCESSO DE R&S COMO FATOR DE INFLUÊNCIA DA COMPETITIVIDADE EM PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO DE CASO.
pdf
60 SHERON MARCONDES TEIXEIRA CANVAS E SUAS CONCEPÇÕES: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A VIABILIDADE DA FERRAMENTA
pdf
61 EVERTON JOSE LOPES DE SOUZA LOGISTICA DE SERVIÇOS COM ÊNFASE NA SATISFAÇÃO DE CLIENTES: ESTUDO DE CASO NO RAMO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
pdf
62 ALEXANDRE MARTINS COSTA CONTRIBUIÇÕES DOS CAPACITADORES DO CONHECIMENTO E DAS ESTRATÉGIAS DE SOBREVIVÊNCIA E AVANÇO PARA COMPETITIVIDADE
pdf
63 FABRICIO DA SILVA MORAES AS PRÁTICAS DE MARKETING DIGITAL E DE RELACIONAMENTO NO COMÉRCIO VAREJISTA DO MUNICÍPIO DE ESPERA FELIZ – MG.
pdf
64 CAMILA VIANA DIAS A ATIVIDADE DE HOTELARIA E SUAS ESSENCIALIDADES PARA A SATISFAÇÃO DO CLIENTE: UM ESTUDO DE CASO NO HOTEL PALACE DE CARANGOLA - MG
pdf
65 JÉSSICA AMARAL MEDEIROS A INFLUÊNCIA DA ATIVIDADE TURÍSTICA NA ECONOMIA DO DISTRITO DE PEDRA MENINA, DORES DO RIO PRETO – ES
pdf
66 GRAZYELLE FERREIRA DE SOUZA SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL E SUAS PERSPECTIVAS: UM ESTUDO DE CASO REALIZADO EM UMA ORGANIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NATURAIS
pdf
67 ELISÂNGELA FREITAS DA SILVA A TENDÊNCIA DO CONSUMO DE CAFÉ ESPECIAL E A CONSOLIDAÇÃO DE ESTRATÉGIAS COMO VANTAGEM COMPETITIVA DA FAZENDA NINHO DA ÁGUIA
pdf
68 ELISÂNGELA FREITAS DA SILVA A GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO NA QUALIDADE DOS PROCESSOS INFORMACIONAIS NO PROGRAMA ESF DO GOVERNO BRASILEIRO
pdf
69 NATHALIA TASMO ARRUDA O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO DE CAFÉ E AS DIFICULDADES PARA O PEQUENO E MÉDIO PRODUTOR: UM ESTUDO NO MUNICÍPIO DE CAPARAÓ-MG.
pdf


Próximo

ANAIS ELETRÔNICOS DO ENTEC


Apresentação

Bem-vindo à 6ª Edição dos Anais Eletrônicos do ENTEC – Encontro de Tecnologia: Empreendedorismo, Inovação e Sustentabilidade.

Este é um evento organizado pelos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia Química e Sistemas de Informação da Universidade de Uberaba – UNIUBE.

Nesse espaço serão publicados os trabalhos aprovados pela comissão científica e apresentados na 11ª edição do ENTEC, a ser realizado no período de 16 de outubro a 30 de novembro de 2017, no Campus Aeroporto, em Uberaba/MG. Essa edição será a sexta chamada de artigos relativos a projetos de alunos dos cursos de engenharias e sistemas de informação, para constituir esse quinto volume de Anais Eletrônicos. O conteúdo dos artigos publicados é de inteira responsabilidade dos seus autores.

A Comissão Organizadora do ENTEC agradece a todos que estão colaborando para a realização e sucesso do evento.



Comissão Organizadora 11º ENTEC


11º ENTEC



Corpo Editorial


ARTIGOS CIENTÍFICOS



10º ENTEC