ACESSO EXCLUSIVO.           WEBMAIL
+ Menu

Hospital Veterinário homenageia cães doadores de sangue

Publicado em: 22 de Março de 2019


Entre os animais, três do Corpo de Bombeiros, que trabalharam em Brumadinho, receberão medalhas e certificados de honra

O Hospital Veterinário de Uberaba (HVU) prestará, na terça-feira (26), uma homenagem a cães do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Penitenciária Professor Aloísio Inácio Oliveira, que são voluntários no HVU e auxiliam na doação de sangue. Na ocasião, os três cães de busca dos Bombeiros, que ajudaram a localizar vítimas da tragédia de Brumadinho (MG), também serão agraciados. Santa, da raça labrador, Agnes e Angel, da raça pastor belga de Malinois. A cerimônia será a partir das 10h, na sede do Hospital Veterinário.

“Nós vamos ter três ambulatórios, um para cada corporação: Polícia, Penitenciária e Corpo de Bombeiros. Vamos fazer avaliação clínica dos animais, coleta de sangue dos cães que estão indo para Brumadinho e outros cães que, por ventura, estiverem lá. Nós ganhamos vacinas e carrapaticidas para aplicar. Vamos doar vermífugo e fazer a microchipagem desses animais”, explica o gerente clínico do HVU, médico veterinário Cláudio Yudi.

Alunos do curso de Medicina Veterinária da Universidade de Uberaba (Uniube) vão participar do evento, auxiliando na contenção, vacinação e exame clínico. Ainda durante a ocasião, os animais vão receber medalhas e certificados, assim como o condutor. “Ao final, teremos um bolo de carne para os cães”, acrescenta Yudi. Ao todo, 29 cães devem participar da cerimônia.

Segundo o médico veterinário, a homenagem é uma forma de reconhecer a importância desses animais frente à sociedade. “Não é um trabalho em que há maus tratos, muito pelo contrário. Eles ganham recompensas, como carinho e atenção. Os cães gostam de atenção humana. Recebem vacina, alimentação de qualidade, assistência veterinária. Esse é o papel: lembrar da importância desses cães como animais de trabalho. No final, quando se aposentam, o próprio condutor tem a oportunidade de ficar com o animal. Então, a gente pode considerar que ele se tornará um cão de estimação no futuro.

Cuidado especial

Em relação aos cães dos Bombeiros, que trabalham em Brumadinho, Yudi esclarece que a lama tóxica de rejeitos da barragem que se rompeu pode afetar a saúde desses animais. Por isso, o HVU está fazendo um levantamento para saber se eles estão intoxicados por metais pesados, como chumbo, alumínio e mercúrio. “Durante o evento, nós vamos coletar o sangue desses cães para guardarmos e fazermos uma pesquisa aprofundada”, afirma.

Além da intoxicação, existem o risco também das doenças infecciosas. “Como eles estão em um local com água, exposto a um ambiente silvestre, porque é uma região de mata, pode, sim, ter doenças. Como, por exemplo, a Leishmaniose, que é uma doença que tem na região rural. Além de problemas de ectoparasitas, nesse caso, os carrapatos. Os militares já são treinados e habilitados. Qualquer problema com os cães eles trazem para o Hospital Veterinário para nós avaliarmos”, finaliza.



https://www.uniube.br/conteudo2.php?p=4&m=&c=2045


TRABALHE CONOSCO      SEJA PARCEIRO      CONTATO

Receba novidades no seu e-mail

Missão: "Promover o ensino e a geração de conhecimento, formando o profissional compromissado com uma sociedade justa."


 Teleatendimento


Presencial: 0800 34 3113
EAD: 0800 940 2444



Campus Centro
Av. Guilherme Ferreira, 217
Bairro Centro
38.010-200 - Uberaba/MG

CNPJ - 25.452.301/0001-87


Campus Aeroporto
Av. Nenê Sabino, 1801
Bairro Universitário
38.055-500 - Uberaba/MG

CNPJ - 25.452.301/0002-68


Campus Marileusa
Av. Floriano Peixoto, 6495
Bairro Granja Marileusa
38.406-642 - Uberlândia/MG
CNPJ - 25.452.301/0008-53


Campus Gestão e Direito (UGD)
Av. Marcos Freitas Costa, 1041
Bairro Daniel Fonseca
38.400-328 - Uberlândia/MG

CNPJ - 25.452.3001/0004-20

1996 - 2019 - UNIUBE - Todos os direitos reservados
Desenvolvido   
pela