ACESSO EXCLUSIVO.           WEBMAIL
+ Menu

Projetos de Pesquisa

Publicado em:

Os projetos em andamento coordenados por professores do Corpo Permanente estão alocados em duas Linhas de Pesquisa. 

PROJETO GUARDA-CHUVA – PESQUISA, FORMAÇÃO E INTERVENÇÃO NA EDUCAÇÃO:
Estudos em contextos educativos escolares e não escolares

Este projeto de pesquisa, um projeto guarda-chuva, constituído a partir da análise dos dados sobre a realidade da Educação Básica no Brasil (BRASIL, 2019) e do reconhecimento da urgência de materializar educação de qualidade social em diferentes contextos educativos, tem como finalidade colaborar para aprofundar compreensões sobre processos educativos, formativos e seus significados para superar a produção de dificuldades de ensinar e de aprender, e ainda, desenvolver com os/as profissionais da educação ações educativas favoráveis à superação da desigualdade no âmbito da educação escolar e não escolar. Nessa perspectiva, este projeto de pesquisa é composto de subprojetos, articulados e orientados por três eixos temáticos: 1) Processos educativos e formativos escolares e não escolares, vinculados às classes populares. 2. Formação docente, saberes e práticas curriculares. 3. Leitura e escrita na formação e ensino do docente. Tem por objetivo contribuir para identificação, análise e intervenção em processos educativos e formativos escolares e não escolares, buscando criar ambientes favoráveis à efetivação do direito de ensinar e aprender, à análise crítica e propositiva dos fundamentos, do planejamento educacional e dos saberes e práticas docentes. A metodologia de trabalho adotada ancora-se na ideia de produção coletiva, interdisciplinar e transdisciplinar do conhecimento, no aprimoramento teórico e metodológico do processo investigativo qualitativo da educação e na possibilidade de aprofundar compreensões sobre processos educativos e formativos para melhor intervir. Pode envolver levantamento bibliográfico, trabalho de campo e análise documental. Os subprojetos de pesquisa podem, também, apresentar caráter descritivo, observacional, ou de intervenção, conforme objetivos, questões de estudo e natureza das respostas almejadas. Cada subprojeto fará a escolha de seu método de investigação, mantendo a coerência entre a base teórica e metodológica, ao objeto investigado e aos objetivos estabelecidos. Nessa perspectiva, o presente projeto de pesquisa guarda-chuva com enfoque qualitativo contempla uma diversidade metodológica nos subprojetos, tendo em vista a natureza das respostas pretendidas, e unicidade quanto à vinculação ao campo da educação emancipatória e de qualidade social. Está ligado às duas linhas de pesquisa, “Educação Básica: fundamentos e planejamento” e “Práticas Docentes para a Educação Básica” do Programa de Mestrado Profissional em Educação: formação docente para a Educação Básica e ao Grupo de Pesquisa Formação Docente, Direito de Aprender e Práticas Pedagógicas – FORDAPP.  

Coordenação geral: 

Gercina Santana Novais.

Equipe:

Elóy Alves Filho, Marcos Melo de Oliveira, Osvaldo Freitas de Jesus, Selva Guimarães e Tiago Zanquêta de Souza

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa                                                          

Alunos envolvidos: 
Graduação (2). Mestrado Acadêmico (1). Doutorado Acadêmico (3). Mestrado Profissional (19).  

Financiador(es): 

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

 

SUBPROJETOS
1. Educação na diversidade para a cidadania: um estudo de processos educativos e formativos escolares e não escolares

Esta investigação elege como tema processos educativos e formativos, cidadania e qualidade social da educação. Os processos educativos decorrem de uma prática social, qual seja ela. É imprescindível analisar essa prática atrelada ao seu contexto histórico, social e cultural, além de primar pelo reconhecimento, valorização das culturas e pela participação cidadã, na busca incessante pela humanização do ser humano, em busca da consolidação da educação de qualidade social na diversidade para a cidadania. A escola enquanto ambiente sócio-histórico-cultural de promoção e reprodução sistemática e organizada da aprendizagem dos conhecimentos humanos acumulados historicamente, além de contribuir para a apropriação de diferentes saberes, também promove, por meio das práticas sociais, a socialização e a interação entre os sujeitos, propiciando assim a construção do sentido de humanidade pelos mesmos e promovendo a conscientização da classe oprimida. Preocupado com o contexto da educação brasileira, Paulo Freire (2008) declara a urgência da democratização da escola pública, da formação permanente de seus educadores e educadoras, entre os quais, ele incluía, vigias, merendeiras, zeladores. Uma formação permanentemente científica, frisando as práticas democráticas, resultando a ingerência dos educandos e de suas famílias nos destinos da escola. Para o autor, é necessário que educadores e educadoras, em suas práticas sociais, cuidem para que a esperança não se desvie e não se perca, caindo na desesperança ou no desespero. A meta é a criação de um amanhã que seja diferente, e para isso, sua construção precisa ser iniciada hoje e que essa construção esteja encharcada de esperança. Nesta perspectiva, definimos a questão orientadora da pesquisa: Quais são os processos educativos, formativos e saberes de professores/as vinculados às diferentes práticas sociais em contextos escolares e não escolares? Assim, esta investigação tem por objetivos identificar e analisar processos educativos, formativos e saberes de professores/as com vias à humanização, emancipação, autonomia e qualidade social da educação na diversidade para a cidadania; e criar ambientes de aprendizagem colaborativos sobre três dimensões dos processos educativos escolares: práticas pedagógicas, convivência e gestão escolar. Os processos educativos, formativos e saberes investigados são inerentes a práticas sociais que se vinculam a diferentes temáticas no âmbito da escola e mesmo fora dela: educação ambiental, relações-étnico raciais, educação e trânsito, educação em saúde, educação e consumo, educação em alimentação saudável e segurança alimentar, avaliação escolar, autonomia dos educandos, mediação de conflitos, formação de educadores/as, ambos os estudos ancorados nos pressupostos teórico-metodológicos da Educação Popular. A metodologia da pesquisa sobre os processos educativos e formativos é de abordagem qualitativa. Quanto aos fins é descritiva e exploratória. Quanto aos meios, a pesquisa é de campo e documental. A pesquisa de campo está vinculada à pesquisa participante, ou à pesquisa-ação colaborativa, cujos instrumentos para coleta de dados serão as entrevistas, questionários, narrativas, rodas de conversa e diários de campo. Espera-se com essa pesquisa revelar processos educativos e formativos em práticas sociais escolares, especialmente vinculados à escola pública e em espaços não escolares que anunciem experiências, outros modos de viver, posturas, condutas, saberes e valores que são empregados como recursos para interpretar e mudar a realidade percebida. Esta investigação está vinculada a dois grupos de pesquisa, a saber: Grupo de Pesquisa em Práticas Sociais e Processos Educativos (CNPq/UFSCar) e Grupo de Pesquisa em Formação Docente, Práticas Pedagógicas e Direito de Aprender (CNPq/Uniube-Uberlândia), e ao Grupo de Estudos em Educação na Diversidade para a Cidadania (GEEDiCi/Uniube-Uberaba).

Coordenação: 

Tiago Zanquêta de Souza

Professores pesquisadores:

Gercina Santana Novais e Elóy Alves Filho.

Pesquisador egresso:

Marcos Melo de Oliveira

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Alunos envolvidos: 
Graduação (2). Mestrado Acadêmico (1). Mestrado Profissional (11).  


2. Práticas de leitura em uma escola pública de ensino fundamental em Uberlândia/MG

Esta é uma pesquisa etnográfica, qualitativa, participante, a ser realizada em uma escola pública de ensino fundamental de Uberlândia, envolvendo 6 professoras (2 de língua portuguesa e 4 de literatura), escolhidas pela direção, por serem elas as responsáveis pela condução da lectoescrita na instituição. Um professor-orientador e três alunas do Mestrado Profissional em Educação da UNIUBE conduzirão os trabalhos propostos neste projeto. Através de sessões de grupo focal, a serem realizadas no primeiro semestre de 2020, registros serão efetuados e posteriormente transcritos para análise e interpretação. Na interpretação dos dados, além da hermenêutica objetiva, será utilizada a análise do discurso, focando naqueles sentidos, subentendidos ou pressupostos, que se encontram abaixo do nível da frase, por serem eles aqueles que governam o discurso, sem serem percebidos. Ao proceder assim, a pesquisa estará em busca daqueles sentidos subjacentes sobre a leitura e as práticas de lectoescrita que dominam a cultura do grupo pesquisado. Outro aspecto importante é a iniciativa de formar um banco de registros de dados sobre leitura e práticas de leitura, a ser hospedado e protegido pelo Mestrado Profissional em Educação da UNIUBE, para uso posterior de alunos.

Coordenação: 

Osvaldo Freitas de Jesus

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Alunos envolvidos: 
Mestrado Profissional (3).


3. Formação docente, saberes e práticas curriculares: um estudo sobre cenários de formação e desenvolvimento profissional docente

Esta proposta de investigação, como continuidade e ampliação das anteriores, articula-se ao debate nacional e internacional no campo da pesquisa em educação e formação docente sobre processos de formação docente, articulados aos saberes e currículos construídos em diferentes cenários da educação básica e educação superior. Partindo do pressuposto de que os projetos de formação, os saberes e as práticas curriculares não são independentes dos sujeitos que os constituem, nos diversos cenários concebidos como tempos e espaços sócio históricos, culturais; que as relações entre os três polos pressupõem tensões, aproximações e distanciamentos, logo estratégica, questiona-se: Como se dá o processo de formação docente, no contexto das políticas públicas educacionais no do século XXI? Como os currículos de são concebidos e configurados no interior das políticas públicas em diferentes cenários? Frente a essas inquietações essa proposta de pesquisa visa aprofundar e ampliar as análises sobre as relações entre a formação docente, os saberes e os currículos desenvolvidos em diferentes realidades educativas e as implicações nas práticas educativas e no desenvolvimento profissional docente. O objetivo é ampliar a compreensão das mudanças, permanências, significados e impactos decorrentes das reformas educacionais no século XXI. Acredita-se que a temática requer a reconstrução do passado recente, especialmente, do contexto econômico-social e econômico e político nos âmbitos local, regional e nacional inserido no movimento internacional de globalização econômica, reestruturação produtiva, e desenvolvimento das novas tecnologias. A metodologia da pesquisa inspira-se nos estudos comparados em educação, na perspectiva histórica, combinando análise documental e entrevistas orais. Espera-se produzir uma interpretação comparativa, considerando as singularidades históricas no contexto mais amplo em que são produzidas e ampliando as possibilidades de leitura e superação das fronteiras, fragmentação e hierarquização na produção de conhecimentos.

Coordenação: 

Selva Guimarães

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Alunos envolvidos: 
Mestrado Profissional (3). Doutorado Acadêmico (3)

OUTROS PROJETOS DE PESQUISA

Teorias Contemporâneas da Educação e Política Educacional Brasileira (1971-2018)

O objeto busca elucidar as relações entre a política educacional brasileira, expressa desde 1971, pelo viés de teorias contemporâneas da educação, em particular através do Educação Básica, da Educação Superior, da formação de professores, bem como através de suas dimensões vinculadas à Pedagogia, expressas pelas tecnológicas pedagógicas contemporâneas, pela metodologia de ensino participativa e pela organização do trabalho pedagógico e didático.

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Alunos envolvidos: 
Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (2).



Desafios da formação do jovem trabalhador no contexto das políticas educacionais: aproximações entre Brasil e Portugal

Este é um projeto de pesquisa de natureza interdisciplinar e de abrangência interinstitucional no Brasil e internacional, em desenvolvimento na Universidade de Uberaba - UNIUBE, na região do Triângulo Mineiro em Minas Gerais, abrange investigações e estudos sobre formação e desenvolvimento profissional, analisando o trabalho docente em suas diferentes dimensões, práticas e perspectivas. O objetivo da pesquisa é analisar a formação educacional dos jovens a partir da Educação Básica, Educação Profissional e Ensino Superior no âmbito das políticas educacionais implementadas no Brasil a partir dos anos 1990. Em particular, busca-se problematizar a formação escolar obtida pelos jovens no âmbito das demandas dos setores econômicos na região do Triângulo Mineiro, no estado de Minas Gerais. Nos recentes anos, especialmente a partir do final dos anos 1990, esses setores têm passado por um intenso processo de reestruturação e internacionalização, sendo que as reformas educacionais também têm se mostrado intensas para se garantir uma competitividade mais qualificada da região e do país. Busca-se discutir essa problemática à luz da experiência portuguesa, país membro da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que vem realizando significativas reformas educacionais com vistas à melhoria de sua inserção econômica internacional. O projeto vincula-se ao grupo de pesquisa Trabalho Sociedade e Educação, sob a coordenação da Profa. Fabiane Santana Previtali, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (PPGED/UFU) e ao grupo de pesquisa Política Educacional, Gestão Educativa e Neoliberalismo, sob coordenação do Prof. Afrânio Mendes Catâni da Universidade de São Paulo. No âmbito internacional o projeto vincula-se ao grupo de pesquisa “História Global do Trabalho e dos Conflitos Sociais”, coordenado pela Profa. Dra. Raquel Varela no Instituto de História Contemporânea – IHC/UNL e com a Profa. Teresa Medina da Universidade do Porto, ambas de Portugal.

Coordenação: 

Cílson César Fagiani

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Financiamento: 

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq/Bolsa.

Políticas públicas e ensino de História na educação básica

Esta investigação situa-se no espaço interdisciplinar educação e história, território de fronteira, no qual os ensinos e aprendizagens em História se constituem se produzem e se reproduzem como campo de pesquisa científica, de formação docente e disciplina escolar. O objetivo geral da pesquisa é analisar as configurações constitutivas do ensino de História no Brasil: as políticas públicas do MEC em fase de implementação (BNCC, Reforma do Ensino Médio e PNLD 2019), a formação inicial docente nos Cursos de Licenciatura em História a formação continuada as práticas educativas desenvolvidas por professores de História em diferentes culturas escolares nas cinco regiões geográficas do Brasil (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul). Objetiva-se analisar o processo de implementação dessas políticas e os resultados/efeitos nos projetos de formação inicial e continuada, nos saberes e práticas de professores de História da educação básica. Trata-se de uma investigação no campo da pesquisa qualitativa e a metodologia proposta tem como referência os estudos de casos em múltiplos locais numa perspectiva histórica, privilegiando as manifestações de múltiplos sujeitos sociais em diferentes registros. Serão utilizados como métodos de coleta de dados: os textos/documentos das políticas públicas e das instituições/unidades de análise; entrevistas orais com gestores e professores de História; registros escritos e iconográficos dos professores e dos pesquisadores em visitas às escolas; sites e portais das instituições investigadas. Em continuidade aos projetos anteriores e correlatos, desenvolvidos pelos alunos/orientados de IC, Mestrado e Doutorado, o Projeto se insere no “Observatório do Ensino de História e Geografia” do GEPEGH e tem como meta ampliar a compreensão, o debate público e a produção de novos conhecimentos na área do ensino de História, das políticas públicas da formação docente, favorecendo a formação de jovens pesquisadores e professores nos níveis de graduação e pós-graduação, consolidando parcerias entre os grupos de pesquisa por meio de ações interinstitucionais e contribuir para as práticas docentes de professores de História na educação básica.

Coordenação: 

Selva Guimarães

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Financiamento: 

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq/ PQ 1B 2018-2021

 

OBSERVATÓRIO DO ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA:

políticas públicas, formação docente e produção de conhecimentos (2009 -2020)

O projeto Observatório do Ensino de História e Geografia é um projeto de pesquisa coletivo, interinstitucional no âmbito do Programa Observatório do Ensino de História e Geografia, coordenado pelo GEPEGH. O objetivo é investigar as configurações do ensino de História e Geografia no Estado de Minas Gerais, por meio do levantamento de dados e análise de três dimensões, que se configuram como eixos investigativos do: as políticas públicas específicas para o ensino de História e Geografia desenvolvidas pela SEE/MG; a produção acadêmica (teses e dissertações) defendidas os programas de pós-graduação entre (2009-2019), que têm como objeto o ensino de História e Geografia, e os projetos de formação inicial docente desenvolvidos nas IES no estado de Minas Gerais. Trata se uma investigação qualitativa, que se utiliza da análise de diversos dados, tais como documentos, produções acadêmicas, dados orais, visando construir um diagnóstico do ensino de História e Geografia. O Projeto visa incrementar, aprofundar e subsidiar a investigação na área, no estado de Minas Gerais, inserindo-a nas problemáticas evidenciadas no contexto nacional e internacional por meio do desenvolvimento de uma Plataforma Digital www.observatoriogeohistorico.net.br

Coordenação: 

Selva Guimarães

Situação: 
Em andamento; Natureza: Pesquisa 

Financiamento: 

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG


Alunos envolvidos: 
Mestrado Profissional (2) 

TRABALHE CONOSCO      SEJA PARCEIRO      CONTATO

Receba novidades no seu e-mail

Missão: "Promover o ensino e a geração de conhecimento, formando o profissional compromissado com uma sociedade justa."


 Teleatendimento


Presencial: 0800 34 3113
EAD: 0800 940 2444



Campus Centro
Av. Guilherme Ferreira, 217
Bairro Centro
38.010-200 - Uberaba/MG

CNPJ - 25.452.301/0001-87


Campus Aeroporto
Av. Nenê Sabino, 1801
Bairro Universitário
38.055-500 - Uberaba/MG

CNPJ - 25.452.301/0002-68


Campus Marileusa
Av. Floriano Peixoto, 6495
Bairro Granja Marileusa
38.406-642 - Uberlândia/MG
CNPJ - 25.452.301/0008-53


Campus Gestão e Direito (UGD)
Av. Marcos Freitas Costa, 1041
Bairro Daniel Fonseca
38.400-328 - Uberlândia/MG

CNPJ - 25.452.3001/0004-20

1996 - 2019 - UNIUBE - Todos os direitos reservados
Desenvolvido   
pela