Projeto de recuperação florestal da Unitecne e do Instituto Aondê tem início nesta semana

06 de outubro de 21
1 / 4
2 / 4
3 / 4
4 / 4

A Incubadora de Empresas da Uniube, Unitecne, realizou um evento simbólico, nesta segunda-feira (04), para a instalação da placa que marca o início das atividades do Projeto de Recomposição Florestal da APP do Córrego da Saudade. O encontro contou com a participação do gerente de relações institucionais da Mosaic Luiz Maurício Pereira; da vereadora Rochelle Gutierrez; da coordenadora da Unitecne Dionir Andrade; de uma das fundadoras do Instituto Aondê Karina da Costa Sousa Lima; da associação de moradores do bairro e de representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.


O projeto Recomposição Florestal da Área de Preservação Permanente (APP) do Córrego da Saudade e Estruturação de Parque Linear é desenvolvido pelo Instituto Ambiental Aondê, em parceria com a Incubadora de Empresas da Uniube, a Unitecne, e tem o objetivo de revitalizar as áreas ligadas ao Córrego da Saudade, afluente do Rio Uberaba. A área que se propõe a recompor está localizada às margens de um trecho do Córrego da Saudade.


"O projeto foi criado para atender uma área vulnerável da cidade, em um bairro periférico. Essa área se encontra em estado de degradação, já que há acúmulo de lixo e entulho em pontos específicos. Também, no local, há um crescimento descontrolado de vegetação arbustiva e rasteira, poluição do córrego pelo deságue de esgoto e ausência da mata ciliar em proporções adequadas. Esses problemas causam, além dos óbvios problemas ambientais - como a degradação do recurso hídrico e do solo -, prejuízos à população, que demonstra motivação e o desejo de que esta área seja requalificada/recuperada.", esclarece Karina da Costa Sousa Lima.


São parceiros do projeto o Governo Municipal, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e de Serviços Urbanos, a Associação dos Moradores do Bairro Jardim Uberaba e a Codau. "Os nossos próximos passos serão iniciar a limpeza pesada da área e a construção da pista de caminhada. Ainda, queremos envolver os alunos extensionistas da Uniube nas atividades a serem executadas e promover cursos e oficinas de capacitação para os moradores do bairro.", explica a coordenadora da Unitecne, Dionir Andrade.


O projeto foi um dos aprovados para participar do Edital da Água, da empresa Mosaic Fertilizantes, em junho deste ano. "A gente acompanha este momento de escassez de água no país, temos várias regiões com seca e sabemos que estas ações vão trazer um pouco mais de proteção para estas nascentes, consequentemente, vão contribuir positivamente para a geração de água. Esperamos ver este espaço aqui sendo muito utilizado pela comunidade, mostrando que a intervenção faz sentido, que eles vão colher os frutos não só da preservação do recurso hídrico, mas da ocupação do espaço da preservação.", pontua Luiz Maurício.


A vereadora Rochelle também destaca a importância do projeto. "Estes problemas não se resolvem de um dia para outro, eles necessitam de planejamento e projetos e longo prazo. Então, acho que projetos como este aqui no bairro Jardim Uberaba são muito importantes, primeiro porque escancaram este problema para sociedade e mostram a solução. E essa tem que ser plantada, é em longo prazo e tem que envolver a comunidade. O projeto tem uma grande contribuição ao envolver a comunidade e mostrar que são com atitudes como está aqui que a gente vai fazer a diferença lá na frente daqui a alguns anos. Não adianta achar que a água nem a árvore brotam do nada, precisa ser dado o primeiro passo e este projeto aqui tem uma grande contribuição nisso", finaliza.