Pesquisa da Uniube aponta importância da Nutrologia para o ensino de Medicina

28 de julho de 21
1 / 2
2 / 2

O curso de Medicina da Uniube teve artigo aprovado no Congresso Internacional da Sociedade Europeia de Nutrição Enteral, Parenteral e Metabolismo (ESPEN). A pesquisa observou alunos e ex-alunos da Universidade que tiveram a disciplina de Nutrologia, nos últimos três anos, e comprovou a relevância desse ensino nas grades curriculares da graduação em Medicina.


O estudo avaliou graduandos que finalizaram o oitavo período e o décimo período do Internato. "O trabalho foi desenvolvido por professores e colaboradores do curso de Medicina da Uniube e é muito importante, pois analisou o conhecimento dos nossos alunos sobre os aprendizados referentes aos conceitos da Nutrição Clínica, ou seja, a percepção que eles tiveram das aulas teóricas e práticas no Hospital Universitário", conta o médico Nutrólogo e professor do Curso de Medicina da Uniube, Cláudio Barbosa.


O Congresso ocorrerá em setembro, entre os dias 09 e 14, em Milão, na Itália. "Em meados de 2019, a Sociedade Europeia publicou um artigo recomendando que os acadêmicos de medicina tivessem o currículo revisto, no que tange à Nutrologia médica, isso porque a Medicina tem percebido a importância fundamental do ensino dessa área aos futuros médicos. Vários estudos observacionais retrospectivos, nos últimos anos, provaram que o conteúdo das aulas teóricas e práticas, na maioria das escolas médicas ao redor do mundo, era muito fraco e heterogêneo", continua o médico.


Assim, o currículo da Uniube foi totalmente adaptado para atender à recomendação da ESPEN. "Então, nesses quase três anos, nós enviamos um questionário de resposta voluntária aos alunos, onde eles avaliaram o curso e o que aprenderam e se eles acharam válido o ensinamento repassado. Os resultados foram muito bons, tanto que esses foram aceitos pela ESPEN para o congresso e publicação na revista, a Clinical Nutrition ESPEN".


Nutrologia na Medicina Uniube


Para os alunos, a disciplina de Nutrologia foi fundamental, pois o conhecimento na área pode auxiliar os médicos nas diversas especialidades. "A nutrição adequada não só favorece o tratamento das doenças como está relacionada a menor tempo de internação. Além disso, o conhecimento sobre a matéria é importante no diagnóstico e tratamento de doenças como obesidade, desnutrição e outros distúrbios alimentares do campo da Nutrologia e que são muito comuns nos dias atuais", enaltece o estudante do 9º período de Medicina, Luis Ferreira Neto.


A matéria é vista em dois períodos diferentes e possibilita a participação dos graduandos no manejo de pacientes com dieta parenteral e enteral. "Eu tive a experiência de poder ver na prática um paciente com parenteral e outro com enteral, participar da indicação e do manejo de cada um. Se nós não tivéssemos a disciplina, se não tivéssemos a disponibilidade da Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional, isso não seria possível. Por isso, é importante tanto para o paciente que consegue ter um aporte melhor nutricional como para nós, que podemos ter a vivência acadêmica e prática da necessidade da nutrição no tratamento médico", finaliza o estudante do 11º período, Pedro Teixeira Meireles.